sábado, 21 de janeiro de 2017

Brasileira ganha prêmio internacional ao criar sistema de dessalinização de água com grafeno

Brasileira ganha prêmio internacional ao criar sistema de dessalinização de água com grafeno



http://conexaoplaneta.com.br/blog/brasileira-ganha-premio-internacional-ao-criar-sistema-de-dessalinizacao-de-agua-com-grafeno/

Tido como uma matéria-prima revolucionária, o grafeno é um derivado do carbono, extremamente fino, flexível, transparente e resistente (200 vezes mais forte do que o aço). Considerado excelente condutor de eletricidade, é usado para a produção de células fotoelétricas, peças para aeronaves, celulares e tem ainda outras tantas aplicações na indústria.
Por ser considerado um dos materiais do futuro, ele foi escolhido como tema do Global Graphene Challenge Competition 2016, uma competição internacional promovida pela empresa sueca Sandvik, que busca soluções sustentáveis e inovadoras ao redor do mundo.
E a brasileira Nadia Ayad, recém-formada em engenharia de materiais pelo Instituto Militar de Engenharia (IME), do Rio de Janeiro, foi a grande vencedora do desafio. Seu projeto concorreu com outros nove trabalhos finalistas.
Nadia criou um sistema de dessalinização e filtragem de água, usando o grafeno. Com o dispositivo, seria possível garantir o acesso à água potável para milhões de pessoas, além de reduzir os gastos com energia e a pressão sobre as fontes hídricas.
“Com a crescente urbanização e globalização no mundo e a ameaça das mudanças climáticas, a previsão é de que num futuro não muito distante, quase metade da população do planeta viva em áreas com pouquíssimo acesso à água”, afirma Nadia. “Há uma necessidade real de métodos eficientes de tratamento de água e dessalinização. Pensei que a natureza única do grafeno e suas propriedades, incluindo seu potencial como uma membrana de dessalinização e suas propriedades de peneiração superiores, poderiam ser parte da solução”.
Como prêmio, a estudante carioca fará uma viagem até a sede da Sandvik, na Suécia, onde encontrará pesquisadores e conhecerá de perto algumas das inovações e tecnologias de ponta sendo empregadas pela empresa. Ela visitará ainda o Graphene Centre da Chalmers University.
Esta não será a primeira experiência internacional de Nadia. A engenheira brasileira já tinha participado do programa do governo federal Ciências Sem Fronteiras, quando estudou durante um ano na Universidade de Manchester, na Inglaterra. Agora ela pretende fazer um PhD nos Estados Unidos ou Reino Unido, pois acredita que, infelizmente, terá mais oportunidades para realizar pesquisas no exterior do que no Brasil.
Foto: divulgação Global Graphene Challenge Competition


Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

INÍCIO 

Renda Básica Universal é a Resposta a um Futuro Automatizado? - Peter Diamandis


 *do blog do Claudio Estevam Próspero



http://reflexeseconmicas.blogspot.com.br/2016/12/renda-basica-universal-e-resposta-um.html

TRADUÇÃO DE:

Is Universal Basic Income the Answer to an Automated Future?
Publicado em 12 de dezembro de 2016 | Destacado em: Big Ideas & Innovation, Economy, Editor's Picks




[*] CO-FOUNDER/VICE-CHAIRMAN at Human Longevity, Inc.



Alguns temem que os robôs e AI vão roubar os nossos empregos.

Eles provavelmente vão (no curto prazo, pelo menos metade deles).

Se isso acontecer, o que vamos fazer para ganhar a vida? Como é que vamos ganhar dinheiro?

Neste blog eu vou discutir uma das mais importantes soluções propostas para a perda de emprego decorrente da automação - a noção de "Renda Básica Universal " (algumas vezes chamada de renda mínima garantida).

Em específico, eu quero discutir:

1. Previsões sobre perda de emprego

2. O que é Renda Básica Universal? Quem a está experimentando?

3. RBU funciona?

4. Quais são as implicações?

Vamos mergulhar.


1. Previsões sobre perda de emprego

Em 2013, o Dr. Carl Benedikt Frey da Oxford Martin School estimou que 47 por cento dos postos de trabalho, nos EUA, estão "em risco" de ser automatizados nos próximos 20 anos.

A estimativa foi recentemente verificada por McKinsey & Company, que sugere que 45 por cento dos postos de trabalho de hoje vão ser automatizados usando tecnologias exponenciais, tais como aprendizagem de máquina, inteligência artificial, robótica e impressão 3D.

O conceito é chamado de desemprego tecnológico, e a maioria das carreiras, de operários e agricultores até médicos e advogados, são susceptíveis de ser afetadas.

O impacto será, provavelmente, ainda mais grave no mundo em desenvolvimento.

As implicações esperadas, do desemprego tecnológico, variam amplamente.

Indivíduos como Ray Kurzweil e o capitalista de risco Marc Andreessen acreditam que, enquanto os empregos de hoje irão perecer, novos empregos serão criados pela tecnologia para substituí-los.

Outros especialistas projetam que o desemprego tecnológico vai ser maciçamente prejudicial para a sociedade.

Ainda outros acreditam que a sociedade se adaptará, inicialmente por constantemente desmonetizar nosso custo de vida e a seguir pela implantação generalizada da "renda básica universal."

(NOTA: No caso de você não ter lido, em um blog anterior, cobri, em detalhes, como estamos no processo de massivamente demonetizing the cost of living.)


"É difícil ser homem" e a "Lei dos mais crápulas"






"É difícil ser homem" e a "Lei dos mais crápulas"

*Dedico esta postagem a todos os amigos hiper decepcionados com a situação atual e espero que eles possam se reanimar um pouco com o que vou escrever agora.

Para homens dignos, honestos, de bom caráter, esta nossa situação no Brasil e no mundo é deplorável! Sabemos bem disto, nós mulheres ficamos pra lá de decepcionadas também!
Acontece que quando um homem digno testemunha as barbaridades que semelhantes a ele, do mesmo gênero, e em posições de poder praticam coisas abomináveis, tais homens dignos sentem-se impotentes, fracos, pois eles não reconhecem estes crápulas como homens de verdade, mas como falsificações grotescas e mal feitas, que agem indiscriminadamente prejudicando milhões, bilhões de pessoas!

Sentir-se impotente nunca é bom, nem para as mulheres, muito menos para os homens!
Na minha opinião é preciso reagir sempre quando tragédias, catástrofes, sejam elas naturais ou produzidas pelos homens, ocorrem! Vamos nos lembrar da força e determinação dos japoneses quando tiveram de reconstruir suas vidas depois de tantas catástrofes e guerras! A união, a persistência, faz dos japoneses um grande exemplo para os que se decepcionam e se desanimam com as coisas duras da vida!

O Brasil precisa ser reconstruido, não temos mais tempo a perder, é preciso que cada um de nós anime, motive os outros a se mobilizarem! Nas crises é que muitas coisas podem ser reformuladas, mudadas para muito melhor! Reconhecer as capacidades dos amigos que nos rodeiam e fazer de tudo para fazê-los enxergar que podem contribuir com muitas coisas.

A reconstrução depois destes terremotos sociais gigantescos pelos quais estamos passando, depende de nós! E um dia a lei dos mais crápulas termina, porque crápula é como rato, só sobrevive onde tem sujeira, se a maioria acaba com a sujeira, então...

Nadia Gal Stabile - 21 01 2017





INÍCIO 

"Luz, Câmera, Inclusão... um filme sobre a Luta Antimanicomial"






*para ver o filme, acessar:
https://www.youtube.com/watch?v=lh_XWMeKabc

Publicado em 19 de jan de 2017

"Luz, Câmera, Inclusão... um filme sobre a Luta Antimanicomial"
do diretor Dino Menezes, faz uma viagem de volta à década de 1980 para contar a história da Casa de Saúde Anchieta, em Santos, que naquela época ficou conhecida como Casa dos Horrores. O lugar era um retrato do abandono e descaso dos manicômios espalhados pelo Brasil, sempre marcados pela superlotação, falta de profissionais, maus-tratos.



INÍCIO 

Arrigo Barnabé - Show "Tubarões Voadores" - Acapulco Drive In



https://www.youtube.com/watch?v=4yplaERRv90


INÍCIO 

Portugal adere este sábado à iniciativa internacional “Marcha das Mulheres”

http://www.esquerda.net/artigo/portugal-adere-este-sabado-iniciativa-internacional-marcha-das-mulheres/46495?utm_source=dlvr.it&utm_medium=facebook




Portugal adere este sábado à iniciativa internacional “Marcha das Mulheres”



Um dia após a tomada de posse de Trump, Lisboa, Porto, Coimbra e Braga marcham para “Parar o assédio e construir a igualdade”: “Nem lá, nem cá, permitiremos a trumpização das nossas vidas”. #NãoSejasTrump

A Marcha das Mulheres, que, em Portugal, vai decorrer em Braga, Porto, Coimbra e Lisboa, no dia 21 janeiro, próximo sábado, às 15 horas, integra a Women's March on Washington (link is external). A manifestação internacional terá lugar em 32 países, com cerca de 300 marchas convocadas até ao momento.
Os promotores da iniciativa em Portugal, afirmam-se, na página Parar o machismo Construir a Igualdade (link is external), solidários “com os movimentos sociais que se estão a organizar no Estados Unidos da América para fazer frente à nova conjuntura política, protagonizada por Donald Trump, que põe em causa direitos humanos universais e que terá repercussões à escala global”.
“Também na Europa assistimos a uma escalada da extrema direita e de movimentos e partidos conservadores, racistas, xenófobos, misóginos, chauvinistas e classistas. Pela interseccionalidade das lutas, contra todas as formas de opressão e exploração, estaremos na rua no dia 21 de janeiro de 2017”, lê-se no documento.
Na página da campanha, que está a ser construída por um amplo conjunto de associações, coletivos, partidos e ativistas, e que conta já com o apoio de perto de 30 movimentos sociais e organizações políticas (link is external), é assinalado que “vencer as ideias e as políticas anunciadas por Donald Trump e a sua Administração, bem como aqueles que na Europa rejubilam com a nova ordem mundial, é um imperativo para vários movimentos antirracistas, feministas, anticapitalistas, LGBTQ+, ambientalistas, antifascistas, em defesa dos e das refugiados e imigrantes, contra a precariedade no trabalho e sindicatos”.
Os promotores da iniciativa “Parar o assédio e construir a igualdade” referem ainda, em nota de imprensa divulgada esta segunda-feira, que, “depois de vencida a batalha legal, com a aprovação da lei que reconhece e criminaliza o assédio sexual em espaço público, falta ainda ganhar a batalha da mudança de atitudes”, sendo que “é esse o sentido desta campanha: levar ao espaço público o debate, reclamar as ruas como espaços de liberdade”.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

O Homem que Viu o Infinito - filme dublado em portugues



https://www.youtube.com/watch?v=ayPbuxhAqOE

 Uma verdadeira história de amizade que mudou a matemática para sempre. Em 1913, Ramanujan, um gênio da matemática autodidata da Índia viaja para a o Colégio Trinity, na Universidade de Cambridge, onde ele se aproxima do seu mentor, o excêntrico professor GH Hardy, e luta para mostrar ao mundo a brilhantia de sua mente.http://www.adorocinema.com/filmes/filme-225720/


INÍCIO 

Cesária Évora, Petit Pays



https://www.youtube.com/watch?v=LbN8bk9ljQw

INÍCIO 

Batucada boa - Samba em rede

https://www.facebook.com/SambaEmRede/videos/429396570582007/
INÍCIO 

Do site "Sociedade sem dinheiro" - Comunismo VS. Economia Baseada em Recursos - tradução de Claudio Estevam Próspero



 *texto original:
http://www.moneylesssociety.com/tag/resource-based-economy/?subscribe=opted_out#blog_subscription-2

*Claudio Estevam Próspero é ativista, educador, hiper estudioso, tradutor e etc. Determinado e persistente, atua nas redes sociais divulgando tudo o que se refere ao nosso futuro e muito mais. Agradeço- lhe ter enviado este texto traduzido que coloco a seguir.


http://reflexeseconmicas.blogspot.com.br/2017/01/comunismo-vs-economia-baseada-em.html

Comunismo VS. Economia Baseada em Recursos - Um Guia Definitivo e Como a EBR Será Originada

Comunidades Alternativas, Comunismo, Economia & Aquisição de Recursos Durante o Período de Transição, Começando, Economia Baseada em Recursos, A Ideia Básica


*Tradução de:
Communism VS. Resource Based Economy – A Definitive Guide & How RBE Will Arise

by Matt Holten | Jan 9, 2017 | Alternative Communities, Communism, Economy & Acquiring Resources During Transition Period, Getting it Started, Resource Based Economy, The Basic Idea | 


Um dos tópicos mais quentes quando se trata de uma Economia Baseada em Recursos é exatamente o quão próxima está do comunismo, como eles diferem, e se eles são ou não essencialmente a mesma coisa. Este tem sido o tema de muito debate e tem produzido algumas discussões bastante aquecidas em mais do que  alguns fóruns on-line, alguns dos quais você, provavelmente, tem sido testemunha se você esteve em torno da comunidade para qualquer período decente de tempo. Uma vez que o comunismo pode ser um assunto muito passional para muitos indivíduos (e com razão, considerando que sua tentativa de implementação literalmente matou milhões de pessoas, no passado), imaginamos que deveríamos tentar esclarecer algumas coisas. E com a quantidade de desinformação lá fora, sobre este assunto, já é hora de alguém dar uma resposta definitiva, informativa e honesta para esta questão.

Então, a questão de um milhão de dólares - É a "Economia Baseada em Recursos" apenas uma fantasia, uma maneira nova-era de dizer "Comunismo"?

Resposta curta: Sim e Não

Resposta ligeiramente mais longa: Depende de quem você escuta, de que definição específica / forma de comunismo você está falando, e até de sua interpretação de algumas coisas.

E, para aqueles de vocês, que simplesmente querem conhecer todos os detalhes ...


O QUE, EXATAMENTE, É COMUNISMO?

Embora a idéia do comunismo, em si, tenha estado por aí já há algum tempo, traçando sua história de volta, literalmente, a milhares de anos, tornou-se popular nos dias modernos através das obras de Karl Marx e Friedrich Engels, que viveram em meados do século XIX e escreveram o famoso "Manifesto Comunista", amplamente difundido. Foi neste documento, bem como em algumas outras obras menos conhecidas que produziram na mesma época, que as idéias gerais, do que entendemos como comunismo moderno, tomaram forma.

É importante notar, no entanto, que este foi apenas o começo do que estava prestes a acontecer. Embora esboçassem as idéias do que era o comunismo, como poderíamos chegar lá e os eventos que poderiam eventualmente acontecer, havia muito espaço para a interpretação e implementação individuais, o que tornou o assunto muito mais complexo. Suas idéias foram tão amplamente adotadas, adaptadas, debatidas e reconstruídas, que entre o que existe apenas na teoria, o que existiu no passado e o que realmente existe hoje, há tantas formas diferentes de comunismo como há diferentes marcas de carros na estrada.

É por isso que é difícil identificar um único significado de comunismo e exatamente o que ele implica. Realmente depende de onde você olha e quem você questiona. Mesmo a definição do termo geral "comunismo" varia, simplesmente dependendo de qual fonte você consulta, e não é fácil obter uma resposta direta sobre exatamente de onde todos elas vêm. Você quase tem que ser um estudioso para entender todos os detalhes deste assunto.

Equilibrar desenvolvimento com preservação garante água



Entrevista com o agrônomo Afonso Peche Filho do Centro de engenharia e automação (IAC/CEA)

Por Luciana Muller do Jornal de Jundiaí

*para ler na íntegra, acessar:
http://www.jj.com.br/noticias-41212-equilibrar-desenvolvimento-com-preservacao-garante-agua


INÍCIO 

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

LULA X FHC



https://www.youtube.com/watch?v=69Lnq79Acu8&t=44s

INÍCIO 

Gentrificação, despejos, desrespeito pelo povo e reestruturação urbana

Aqui na cidade de São Paulo, desde final dos anos 1960, houveram muitos problemas em vários bairros onde o metrô estava sendo construido. A deterioração do contexto urbano foi enorme, lembro que o bairro do Brás foi até tema de tese de mestrado na USP, de um amigo do curso de Geografia.
Os incêndios em favelas aqui nesta cidade são absurdos! A especulação imobiliária nas grandes cidades brasileiras, é cruel, desumana, fascista. É certo que em países subdesenvolvidos como o Brasil, nunca se poderia esperar que esta tal gentrificação fosse de outra forma, deixando pessoas desabrigadas, que já eram massacradas à prazo e que passam a ser massacradas à vista.
No final desta postagem, há o link de um documentário da HBO : "San Francisco 2.0" , ainda não pude assistir, pois um amigo através do facebook, acabou de citá-lo. Parece que lá as coisas são muito diferentes daqui, pois quando há transformações urbanas, o mais correto é pensar em resolver a situação dos que foram afetados, e não ficar jogando-os de um lado para o outro como lixo!
Afinal, temos tantos urbanistas, tantos arquitetos e tantas pessoas capazes de gestar novos contextos urbanos... porque demolir tudo de forma selvagem e pré histórica, para perder tempo?  e ter de reconstruir tudo partindo do caos total? Infelizmente aqui no Brasil, governos estaduais saem demolindo tudo, massacrando comunidades já massacradas e fica tudo por isso mesmo, porque inclusive um tal governador que destruiu um bairro inteiro na cidade de São José dos Campos está envolvido nos casos de roubos nas obras do Metrô de São Paulo, enfim, as máfias de sempre roubando a vida do povo!  

*Entro na linha verde do metrô de SP, fico em pé no vagão, perto do adesivo da Alstom, colado no vidro da porta - penso, ou sinto mesmo, será esta, minha última viagem de metrô? se esta linha verde foi tão depauperada, e este chacoalhar exagerado...onde um parafuso deve suprir 3, onde a qualidade dos materiais foi subtraída, para que a maior parte da verba fosse para o bolso das máfias...será que hoje saio viva deste vagão?

Nadia Gal Stabile - 19 01 2017

GENTRIFICAÇÃO... é massacrar à vista os que já eram massacrados à prazo - despejos, incêndios em favelas...tudo pela especulação imobiliária e outras vergonhas e crueldades! https://pt.wikipedia.org/wiki/Gentrifica%C3%A7%C3%A3o - http://sarauxyz.blogspot.com.br/2017/01/urgente-solidariedade-as-familias-da.html?spref=fb#.WIERE1xl29M


https://www.facebook.com/blogdoboulos/videos/748784311938789/?pnref=story
LUTAR NÃO É CRIME
Os despejos e prisões não nos intimidarão. Agradeço a solidariedade e apoio de todos e todas. Amanhã faremos um ato simbólico em São Paulo (Auditório da Apeoesp, na Praça da República, as 18hs).
#NãoAosDespejos #LutarNãoéCrime

O que é gentrificação - da Wikipédia:
Chama-se gentrificação (do inglês gentrification) o fenômeno que afeta uma região ou bairro pela alteração das dinâmicas da composição do local, tal como novos pontos comerciais ou construção de novos edifícios, valorizando a região e afetando a população de baixa renda local. Tal valorização é seguida de um aumento de custos de bens e serviços, dificultando a permanência de antigos moradores de renda insuficiente para sua manutenção no local cuja realidade foi alterada.[1][2].
Pelo termo gentrification - derivado de "gentry", que por sua vez deriva do Francês arcaico "genterise" que significa "de origem gentil, nobre" - entende-se também a reestruturação de espaços urbanos residenciais e de comércio independentes com novos empreendimentos prediais e de grande comércio, ou seja, causando a substituição de pequenas lojas e antigas residências. Nos últimos dez anos, este fenômeno tem por exemplo a mudança radical da natureza das lojas de Queen St. West em Toronto ou o enobrecimento de vários bairros antes populares de San Francisco.  (...)
https://pt.wikipedia.org/wiki/Gentrifica%C3%A7%C3%A3o



URGENTE! SOLIDARIEDADE AS FAMÍLIAS DA OCUPAÇÃO ANDRÉ DE ALMEIDA - JARDIM COLONIAL

Neste Ato, hoje a noite, dia 19 de janeiro, serão arrecadadas doações:

CONFIRME SUA PRESENÇA - 18 hs - 19 01 2017

Depois do violento despejo das 700 famílias da ocupação Colonial ontem (17/01), promovido pela polícia militar de São Paulo, faremos um grande ato na sede do Sindicatos dos Professores do Estado de São Paulo (Apeoesp) “Contra os Despejos! Lutar Não é Crime!”. O ato também será uma denúncia das prisões e da criminalização das lutas sociais. Na oportunidade do ato estaremos arrecadando doações para as famílias despejadas da ocupação Colonial.
 
A APEOESP fica na Praça da República, 282.
https://www.facebook.com/events/193477867788634/


Rui comenta
6 h ·

Não consigo entender como um governante coloca mãe, crianças, um família inteira na rua sem nenhuma assistência social, é inacreditável!!!!
e ainda prende quem as defenda!!!

MTST - Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto
8 h ·
URGENTE!
SOLIDARIEDADE AS FAMÍLIAS DA OCUPAÇÃO ANDRÉ DE ALMEIDA - JARDIM COLONIAL


As famílias do Jardim Colonial estão necessitando da ajuda de todos, para seguir a diante na luta!
Cerca de 200 famílias despejadas na terça feira (17/01) estão em contato com o MTST e contam com a sua solidariedade para contribuir com:


Alimentação:
Arroz
Feijão
Óleo
Macarrão
Molho de Tomate
Açúcar
Café
Leite 

Achocolatado

Roupa feminina, masculina e infantil

Outros:
Colchão
Cobertor
Fralda(tamanhos vários)


Locais de recebimento:
APEOESP - A PARTIR DE QUINTA FEIRA(19/01) AS 18HRS - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de SP. Endereço: Praça da Republica, 282
Contato: Luciana - 95297-5474(tim)


ITAQUERA - A PARTIR DE QUINTA FEIRA(19/01)
Rua Jhons Speers, S/N(Terreno da Copa do Povo - Jd. Helian)
- Rua Edmundo de Abre, 169 Jd Helian
Contato: Tuca - 95251-4776(tim)


SÃO MATHEUS - Ocupação Anastácia - Rua Marginal Projetada, altura da Ragueb Chohffi (próximo a passarela de acesso a escola Estadual Iguatemi, ao lado do Rodoanel)
Contato: Josy - 98584-6889(tim)


TABOÃO DA SERRA - Rua Bernardo Joaquim de Moraes, 319 Jd Salete - Próximo a Delegacia Seccional
Contato: Patricia/ Afonso 4685-3320


Recebemos na ocupação Anastácia 3 famílias desabrigadas e cerca de 7 famílias estão se deslocando para lá hoje. as famílias estão chegando na ocupação aos poucos, cerca de 30 confirmaram abrigo na Anastácia. Necessitamos de materiais para montar os barracos desta famílias:
Folhas de madeirite
Pontaletes
Pregos
Sarrafos
Cimento
Areia


Também receberemos ajuda financeira, através das contas:
BRADESCO
Agencia: 2004-4
CC:0510742-3
Claudio Valentim dos Santos
CPF:301.181.878-99

SANTANDER
Agencia:3294
Cc:01096832-9
Vinicius Cardoso Lima
CPF:424.075.108-01

PEDIMOS QUE TODOS QUE FIZEREM DEPÓSITOS OU TRANSFERÊNCIAS ENVIAREM E-MAIL COM COMPROVANTE PARA: secretariaoperativo@gmail.com

https://www.facebook.com/mtstbrasil/posts/1320847171286944
 



INÍCIO 

Marcel Marceau - The Hands - 1968

Marcel Marceau, The Hands 1968 - deep style from lulu116 on Vimeo.


https://vimeo.com/199665253 

Styles by Paul Juno.
this one came out of nowhere , I used gmic all around the neural style to smooth out and try to get the "painterly" effect.I'm really impressed by Gmic as a cli pipeline to process sequences of frames.I barely scratched the surface as the amount of tools is mind blowing .. and all opensource. gmic.eu/

music by Ulrich Schnauss (Einfeld)



INÍCIO 

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Estamos cooperando com estes 8 bilionários! - População mundial em tempo real

http://www.worldometers.info/br/




 População planetária na história do planeta, desde 10.000 A.C

Você adora o sistema operacional Windows e acha o Gnu Linux ou o opensource uma chatice, uma besteira? Então...você é cúmplice de Bill Gates, você paga pelo menos, o papel higiênico dele. Você viciou de forma ferrada no Facebook? pois é, você é só mais um no rebanho de Mark Zuckerberg e os outros bilionários desta lista, eu nem sei dizer em que você seria cúmplice deles, mas por certo é, somos todos, como disse Sartre: somos metade vítimas, metade cúmplices como todos deste planeta! 
Os da senzala, os rebanhos são muito numerosos, e os da casa grande, pouquíssimos.

nadia gal stabile - 18 01 2017



Os oito homens mais ricos do mundo possuem tanta riqueza quanto as 3,6 bilhões de pessoas que compõem a metade mais pobre do planeta, segundo a ONG britânica Oxfam. 
http://www.bbc.com/portuguese/internacional-38635398





INÍCIO 

TOW IN EXPERIÊNCIA e Rede? Compartilhamento? Propósito? Disruptivo? #soquenao - por André Robic


http://experiencia.towin.com.br/rede-compartilhamento-proposito-disruptivo-soquenao/

Rede? Compartilhamento? Propósito? Disruptivo? #soquenao

Posted on Posted in TIEx
 
Faço parte de uma família numerosa que veio do interior de São Paulo, entre 3 irmãos fui a única que nasceu na capital e digo mais, no mesmo dia em que a rua de casa foi asfaltada, no bairro do Sumaré. Hoje em dia falamos de REDE, mas desde pequena me lembro das  reuniões que aconteciam na garagem de casa porque meus pais faziam parte da “comunidade” e como ainda não se tinha um lugar fixo para os encontros, cada semana acontecia na casa de um vizinho, uma espécie de MISSAHOFFICE. Padre Afonso almoçava todas 4ªs feiras em casa (dia de feira) e já aproveitava para atualizar os assuntos e dividir as necessidades, às 3as. e 5as aulas de inglês na casa da dona Noêmia, às 2ªs piano na casa da tia Dinéia e às 4ªs e 6ªs ela mesma nos levava para o ballet.
Formávamos um grupo de faixa etária diversa, mas todas com o mesmo interesse nas atividades culturais e assim COMPARTILHAVAMOS a prática do que cada um sabia fazer de melhor. Da minha infância lembro que pelo menos 4 primas chegaram a morar em casa, vinham do interior e de forma DISRUPTIVA se propunham a viver na cidade grande. Mesmo com todo apoio e carinho que encontravam em casa, aprender na prática a andar pela cidade grande, estudar e trabalhar com pessoas que tinham forma de pensar e viver completamente diferentes das delas, faziam com que o aprendizado fosse mais rápido, não tão confortável, mas eficiente e decisivo para escolherem que estilo de vida pretendiam ter para suas jornadas.
No início da minha adolescência me lembro de uma reunião que minha mãe e minha irmã agendaram comigo uma conversa séria, questionando sobre qual seria o meu PROPÓSITO de vida. Percebo agora que com 13 anos talvez não tivesse entendido o sentido amplo da palavra, mas até hoje ela ressoa nas minhas principais tomadas de decisão, e confesso que não me arrependo de nenhuma das inúmeras mudanças de chave que fiz.
Fala-se tanto do sentido de REDE, COMPARTILHAMENTO, PROPÓSITO, DISRUPTIVO, será que não estamos a criar novos nomes para hábitos antigos? Ou os retomando, agora impulsionados por tecnologias que nunca imaginávamos que iriam existir?  Ou ainda, sentindo a necessidade de se voltar às origens?

http://experiencia.towin.com.br/


Conceito Tow IN
 
Venha surfar a melhor onda da sua vida!
Tow In é uma plataforma de educação composta por um conjunto de experiências que prepara empreendedores do mercado criativo para surfar qualquer onda, e mais do que isso, surfar a melhor onda de suas vidas.
Dividido em três jornadas, a primeira aguça o olhar dos participantes para farejar oportunidades no mercado e amplia a sua visão de mundo; a segunda estrutura o projeto do negócio e a terceira entrega um plano de negócios pronto para rodar.
Tudo isso com mentorias, hang outs com criativos do mundo todo, workshops internacionais e encontros que aprofundam a experiência na cultura e promovem o empoderamento pessoal, como mindfulness, práticas de ioga, meditação e outras técnicas, buscando equilíbrio entre o pessoal e o profissional.
O processo é construído num diário de bordo, orientado por conectores extremamente antenados.
É uma oportunidade única de aproveitar para surfar na onda da crise e, por isso mesmo o nome, inspirado na técnica do surf, onde um jet ski acelera o surfista e o coloca na onda – normalmente, uma onda que não seria possível surfar sem essa ajuda.


INÍCIO 

PARA TODOS - Os frutos da Terra



Faz tempo, escrevi aqui neste blog que as religiões evangélicas pentecostais que difundiam a teologia da prosperidade pisavam na bola... hoje quero reformular esta minha ideia e dizer que a prosperidade não é o problema, problema grave é cobrar dízimos e limitar a cabeça dos fiéis crentes!
Se tais religiões fossem além das ladainhas medíocres, se cooperassem com a não aporia das mentes, e pudessem fazer com que as pessoas entendessem que os frutos da Terra são para todos, não só para alguns. Os pastores por certo conseguem consumir belos frutos todos os dias, às custas de seus fiéis.
Ser próspero, poder experimentar de tudo que a terra nos dá e ainda o que a tecnologia pode nos dar, deveria ser normal, simples... todos podendo ter vidas decentes, felizes com a abundância que esta terra produz! Entretanto, os pastores evangélicos e muitos outros em situações privilegiadas e de poder, negam tudo isto, a ganância, o egoísmo, e até o sadismo de poderosos,  usam demagogicamente as pessoas sem condições de vida, como joguetes, como lixo. Enquanto meia dúzia (ou 8) de bilionários desumanos, estiverem massacrando o planeta e seus semelhantes, nada poderá mudar! A tomada de consciência destes  sem condições é perigosíssima para os poderosos, por isso eles adoram tais religiões manipuladoras e bestificantes.
A web tem cooperado com algo no sentido de acordar alguns, mas como há abundância de informações, fica difícil conseguir discernir quais caminhos seguir.
Quem pode optar entre tantos caminhos? antes precisam ter o que? Boas escolas? se não há este direito básico para a maioria do povo, como sair deste círculo vicioso e que tem atrasado muito tudo... só mesmo a nossa força expressa em atitudes pra lá de urgentes pra poder fazer as coisas andarem bem!

Os frutos da Terra são para todos, e podem ser para todos, se a maioria entender isto.

Nadia Gal Stabile - 18 01 2017 

*faltou dizer sobre a prosperidade, ela não é só material, antes ela precisa ser uma capacidade inerente a pessoa, algo que habite o âmago da pessoa e que tem tudo a ver com humanidade, com desprendimento das coisas materiais, com generosidade!


http://sarauxyz.blogspot.com.br/2014/09/admiravel-mundo-novo-oh-ford.html#.WH_J-1xl29N


INÍCIO 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...